Os “sem festa”

Juro pra vocês que está tudo bem, estou viva, respirando, feliz, cheia de planos e esse não é um texto tristonho! É uma reflexão bem humorada desses tempos natalinos. A gente demora pra se acostumar com as mudanças da vida. Às vezes, acha que já entendeu que as coisas mudaram, superou, seguiu em frente, mas…

Padecendo no paraíso

Nunca mais escrevi sobre maternidade e filhos aqui. Porque acho todos os meus textos sobre o assunto meio pretensiosos. Como todas as mães, sempre exagero na admiração pela minha prole, até os defeitos me divertem, mas acho que pras outras pessoas é um pouco chato. As crianças são, sempre, interessantes pra quem as ama loucamente.…

Tateando no escuro

Sabe quando você entra num cômodo escuro, em que nunca esteve antes? Vai tateando até achar o interruptor, dá umas topadas, fica com um pouco de medo e respira aliviado quando alcança a luz? É exatamente assim que se sente alguém que quer mudar, recomeçar, fazer outra coisa da vida e não sabe bem o…

360 graus

  Comecei a escrever o blog porque tinha mudado. Era uma mudança de cidade e com ela vinha o desejo de deixar para trás um estilo de vida que não me fazia mais feliz. Tinha saído de um escritório de advocacia do qual havia me tornado sócia e onde tinha trabalhado por doze anos. Vivia…

Pote da Felicidade

  Final de 2016. Reclamei muito de 2016 e, em setembro, já queria que acabasse de uma vez. Mas ele, ainda, piorou mais antes de terminar. Quando o ano já estava se despedindo vi uma ideia no instagram que me fez salvá-lo. Vi uma sugestão de presente interessante. Era um pote de vidro vazio que…

Every body hurts….

O ano de 2016 acabando e eu, ainda, não terminei o post que comecei em setembro sobre as promessas que fiz em 2015. Duas coisas me consolam: a) esse é um blog sobre o tempo e essa é uma situação que ilustra bem a minha relação com ele e b) vou renovar todas as promessas…

Comer bem, sim eu quero!

Como disse no último post, me propus a comer melhor em 2016. Comprei um livro de comida vegana e um monte de comida saudável, fui à nutricionista, vou à feira de orgânicos semanalmente, comprei até um curso on line de panificação funcional. Mas olho com tristeza o pote cheio de linhaça que eu nem sei…